4.8.10

e o brigadeiro gourmet?

Sou super contra esse endeusamento que estão fazendo com o pobre do brigadeiro! Brigadeiro é um docinho muito popular, e, portanto, qualquer tentativa de elevá-lo à categoria luxo a-b-s-o-l-u-t-o, para mim, é tola.

Ainda na universidade, a senhora, vendedora de bombom de brigadeiro na saída, me ensinou: "Meu brigadeiro é bom, né? Deixe eu lhe contar um segredinho: eu não uso achocolatado! Utilizo apenas uma colher de sopa cheia de cacau puro e outra de manteiga!" Segredo contado, fui testar.

Realmente o sabor muda, fica menos doce! Apesar de usar o "puro cacau do sul da Bahia", a senhora cobrava míseros 50 centavos por cada bombom delicioso. Ela não teve a cara de pau de dizer: meu brigadeiro é gourmet e custa 5 reais cada um. Acredite se puder, pela mesma receita da senhora do bombom, tem gente (Maria Brigadeiro) cobrando 100 reais por 4 potinhos minúsculos (40 gramas cada) de brigadeiro com cacau orgânico. O custo de 100 reais por menos de meia lata de leite condesando é demais! O cacau orgânico utilizado nessa receita é o da Amma Chocolate.

Meu cacau orgânico preferido é o da Barry-callebaut, produzido em fazendas no sul da Bahia - a colheita acontece uma única vez no ano. Aí alguém pode me dizer que esse granulado da foto acima é mara, desmancha na boca, blé blé blé... Quer granulado assim? Compre um pacote de 1 quilo da iguaria na Central do Sabor ou na Casa do Confeiteiro (eles enviam para qualquer endereço atendido pelo SEDEX). É um granulado quadrado, de puro chocolate belga, chamado Chocolate Callebaut Split-9-M (versão ao leite, de 37 a 40 reais o pacote com 1 quilo) ou Chocolate Callebaut Split-9-D (versão bem escura, amarguinha, 37 reais o pacote de 1 quilo). Outras pessoas dizem que fazer brigadeiro é demorado, e se não for feito no dia da festa, não fica bom... Quer fazer de véspera? É só misturar quase (deixe um pouco no fundo da lata) uma lata de creme de leite Nestlé sem o soro com duas latas de leite condensado Moça. Vamos recapitular:


Brigadeiro de Véspera "Gourmet"


- 2 latas de leite condensado Moça (outra marca muito boa é a Triângulo - que hoje é a minha preferência porque o sabor do cacau fica mais aparente se comparado ao brigadeiro feito com o Leite Moça- e a Piracanjuba)

- Quase 1 lata de creme de leite Nestlé sem soro ou 1/3 do pote de creme de leite fresco (eu prefiro Frimesa)

- 2 colheres de sopa bem cheias de manteiga importada extra sem sal (eu prefiro Président -compre no Pão de Açúcar)

- 2 colheres de sopa cheias de cacau em pó orgânico Barry-Callebaut by Orgânica Alimentos (ou o da Garoto, se não fizer questão de orgânico)

- Granulado Callebaut Split 9M (leite) ou 9D (amargo) by Central do Sabor ou Casa do Confeiteiro (existe o tamanho 4M, menor, como o da foto acima)

Misture tudo, menos o granulado. Leve ao fogo brando, mexendo sem parar com uma colher de pau. Quando o brigadeiro começar a desgrudar do fundo da panela, desligue o fogo. Retire uma pequena colher de brigadeiro, esfrie num pires previamente refrigerado ou na pedra de mármore para verificar se já é possível enrolar o brigadeiro. Se ainda estiver mole, ligue o fogo novamente e mexa por mais um minuto e repita o teste. O maior segredo do brigadeiro é o ponto de enrolar (não pode ser mole, nem duro) e a única forma eficiente para testar é essa. Aos poucos você aprende o tempo da sua panela x fogão x cacau e aí para com esses testes chatos. Uma dica mega certeira: quando o brigadeiro quase parar de fazer bolhas (na hora que eles diminuirem drasticamente), o ponto chegou mesmo! Depois de acertar o ponto, enrole os brigadeiros com a mão untada de manteiga SEM SAL e passe no granulado importado. Coloque nas forminhas de papel e arrume-os num prato. Cubra o prato com filme plástico para que o brigadeiro mantenha a frescura até a hora de comer. Não enrole brigadeiro morno porque esse chocolate granulado não tem gordura vegetal hidrogenada, o que dá a característica de fácil derretimento.

Alguma dúvida? Mas se isso aqui é muito complicado para você, compre na Maria Brigadeiro, seja feliz e menos rica. E brigadeiro de festa pra mim é o original, enrolado um por vez, no tamanho certo pra enfiar na boca. Esses potinhos com colherezinhas é uma moda infeliz: só pra dificultar a forma de comer e deixar tudo com cara de plástico. Sou totalmente contra essas versões modernas que modificaram por completo a apresentação do doce. Beijo-beijo, meninas (e meninos)!

108 comentários:

  1. disse tudo! brigadeiro é brigadeiro e ponto final, frescuraiadas sao desnecessarias! a tua receita é igual a nossa aki d casa, mas ao invez do cacau, usamos o chocolate em pó (nao o achocolatado, o do padre),tb fica maravilhoso!bjinhus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu tive uma decepção TÃO GRANDE... fui numa destas lojas de brigadeiros famosas em shopping e pedi 4 de cada sabor ou melhor cobertura e 1 mini macarons , gastei 17,00 pra mim muito caro!! E a decepção veio no sabor do brigadeiro, achei sem gosto sem graça e CAROOOO! LOJA LINDA , MAS EU PREFIRO O MEU QUE É DIVINO!. Pensei encontrar algo mais gostoso, naõ me agradou nem um pouco e achei que utilizam na massa uma farinha especial para não ficar com aquela casquinha,seilá.
      REPROVADO!

      Excluir
  2. Olá, Maria Eduarda!

    É muita frescura! Falando sério: se você pegar o brigadeiro branco, adicionar baunilha (grão preto, de verdade) na massa, chocolate branco, pedaços de cookies, enrolar e passar no chocolate branco ralado, você acha que isso ainda é um brigadeiro? Tenho minhas dúvidas! Para mim é um docinho novo à base de leite condensado. E se passa pistache, amâendoa, macadâmia, e colocar limão no meio... Pára. Isso são variações que modificam totalmente o sabor do brigadeiro de verdade.

    Sempre usei o chocolate do padre, o da caixinha vermelha. Ele é ótimo, mas contém açúcar na formulação. Sendo assim, prefiro utilizá-lo em receitas que precisam de um pouco de açúcar (chocolate quente, creme de leite para um pavê). Mas é um chocolate de ótima qualidade, bom também para o brigadeiro, sem dúvidas!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Adorei o post, desde o segundo aniversário do meu filho, que já vai fazer 12 anos, sou eu quem faz todos os doces das festinhas, inclusive o bolo, faço por que gosto, sinto prazer em fazer, até os do meu casamento fui eu quem fiz, a única diferença do seu é que na hora de enrolar molho a mão com água, não gosto do gosto da margarina ou da manteiga...mas de um tempo para cá ando fazendo os de colher, acho mais prático por não ter de enrolar, então os brigadeiros (pretos e brancos) são de copinho e os outros doces eu enrolo.
    Mas o que acho mais legal nos seus posts, é a consciência, saber o valor real das coisas, copiamos muito o que está se usando lá fora, mas aqui tudo é quase um assalto a mão armada, é o caso das suqueiras, vendidas aqui por três vezes o valor que é vendido em outros países.
    O que posso fazer para meus filhos, como minhas próprias mãos, eu faço, e isso vai de um simples docinhos, a uma festa inteira, como foi o último aniversário da minha filha, até mesmo as roupinhas dela que quase sempre são feitas por minha costureira.

    Adoro passar por aqui!
    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Olá, visitei o blog pela primeira vez (adorei) e achei esse post.. sabe q eu tinha por coincidência escrito sobre isso no meu blog? http://superansiosas.blogspot.com/2010/07/love-brigadeiro.html
    Eu comprei o livro da Maria Brigadeiro, e concordo com vc que o preço cobrado é absurdo. Mas sabe uma coisa que eu acho legal e que ela fala no livro? Que as pessoas dão pouco valor ao brigadeiro e superestimam doces estrangeiros (eu gosto muito mais de brigadeiro que de trufa). Já ouvi gente criticando as pessoas que servem brigadeiros em festas d casamento por ser um doce "pobre".. mas eu fiz questão de ter no meu, pois é meu doce preferido! E todo ano, mesmo chegando perto dos 30, faço brigadeiros no meu aniversário.
    Mas concordo, é muito mais gostoso enrolado e com granulado.. colher eu não gosto! E só uma dúvida.. eu tinha certeza que os chocolates da callebaut eram belgas! Aqui em SP eu compro numa loja que chama Barra Doce, mas não entregam por sedex o granulado..
    Enfim, adorei o blog, com tanto blog feminino sem noção por aí, dá um alívio achar blogs interessantes.

    ResponderExcluir
  5. Karina,

    Você é um exemplo para todas nós! Até mesmo os docinhos do seu casamento foi você quem fez... Noiva não tem tempo de nada, e você, mesmo assim, conseguiu passar horas fazendo os seus docinhos... Inacreditável! Acredito que você deve ser uma pessoa extremamente organizada.

    Amei ao cubo essa dica da mão molhada. Testarei!

    Também acho que colocar o brigadeiro nos copinhos é mais prático, mas não é tão gostoso quanto, não é? Fora que fica um monte de brogadeiro perdido no fundo do potinho depois que a criança come. Te dou o maior apoio para que volte ao formato tradicional.

    Parabéns! Continue fazendo as festinhas do filhote porque é assim mesmo, todos os anos, se Deus quiser, as tarefas culinárias serão cumpridas!

    Beijo-beijo e volte sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também enrolo com a mão molhada, vale a pena!
      E realmente, Karina está de parabéns. E vc tb Luana, adorei o post. :D

      Excluir
  6. Oi, Larissa! Obrigada, querida!

    Sou super a favor da valorização do que é legitimamente nosso, mas esses valores cobrados são abusivos.

    Também penso que o brigadeiro deve estrelar todas as comemorações no Brasil, seja casamento, aniversário, o que for! Assim como são onipresentes os cupcakes nas festas dos Estados Unidos.

    Eu dou meus parabéns à Juliana por seu empreendedorismo, pela luta e criatividade. Mas brigadeiro é brigadeiro! Está acima de qualquer rótulo (de pobre, de rico) porque é popular, frequenta TODAS as mesas de TODAS as classes sociais. Isso que eu chamo de doce democrático.

    Callebaut é uma marca belga, mas tem algumas indústrias no Brasil. Eles processam o cacau e depois vendem para todas as outras marcas que a gente conhece. Não adianta, você pode até comprar um chocolate nacional, mas, indiretamente, está dando dim dim para a Callebaut. Ela domina até mesmo o mercado brasileiro.

    Beijo-beijo!

    ResponderExcluir
  7. hmmmm..deu água na boca...não resisti à espiadinha..to seguindo..Bju

    ResponderExcluir
  8. amei esses posts! semprei achei essa tal de maria brigadeiro carérrima! fora que ela nao coloca a mao na massa... ela cobra uma fortuna e tem gente boba que paga... só ir na barra doce ou central do sabor e comprar cacau em pó belga ou em barra e os granuladinhos... fica divino... eu fiz e achei que ficou muito melhor do que os dela... muito mais saboroso e milhoes de vezes mais barato...

    ResponderExcluir
  9. Luana, concordo mesmo que são abusivos.. mesmo comprando o melhor leite condensado, manteiga e granulado. Com o preço de poucos brigadeiros vc faz uma receita inteira!
    Sobre a barry callebaut, eu pensei q fosse isso mesmo, eles usavam matéria prima brasileira.. e sabe q eu fui pra Bélgica e não achei de jeito nenhum? Tive q voltar pra SP e comprar na loja perto da minha casa rsrsrs
    Bjo!

    ResponderExcluir
  10. Alexandre ( rp.alexandre@gmail.com30 de setembro de 2010 15:13

    Olá!

    Adorei ler o post e os comentários!
    Vi que a maioria considera um absurdo cobrar "tão caro" por poucos gramas de brigadeiro.

    Gostaria de saber: Caro com relação a que? Ao brigadeiro de padaria?
    ok, vocês sabem fazer o brigadeiro gourmet em casa. É fácil mesmo. Moleza de fazer e divertido.

    Mas o que a Maria Brigadeiro vende não é leite condensado, cacau de origem e manteiga francesa, tudo misturado. Isso é só a desculpa.

    O que ela vende mesmo é o status, o gostinho de você poder comprar uma coisa absurdamente cara e ficar satisfeita com isso.

    Ou alguma das meninas aqui acha absurdo pagar 300 reais num sapato ou num perfuminho minúsculo, alegando que o material utilizado ali não custa tudo isso?

    Depois da revolução industrial as coisas ficaram muito iguais. Generalizando, qualquer fabricante produz qualquer tipo de produto. Com tudo igual, comparamos o preço mesmo. Mas também com tudo igual, damos menor valor às coisas e mais valor ao que estas coisas nos fazem sentir ao comprá-las.

    Se alguém acha estranho pagar tão caro pelo brigadeiro é simplesmente porque esse alguém não é o público da dona Maria.

    Quem discorda? Quem concorda? rs

    Grande abraço a todas!

    ResponderExcluir
  11. Alexandre, para mim, a experiência de compra na Maria Brigadeiro (ou qualquer outra similar/cópia) não é suficiente para justificar o alto valor cobrado. A mensagem dominante é a de que fiz um péssimo negócio.

    E sobre vidrinhos de 300 reais e outras sandices, não, nunca os comprei.

    Primeiramente porque meu dinheiro não é capim, e também porque fora do Brasil um perfume de ótima qualidade (boa fixação) custa 40 dólares.

    Ainda continuo afirmando que é tola a tentativa de elevar o brigadeiro à categoria de luxo absoluto. Por mais que seja uma atividade lucrativa pra muita gente, não concordo com os preços praticados.

    Alexandre, muito obrigada pelo comentário. É uma delícia saber como o outro lado pensa.

    Aqui você tem total liberdade para escrever o que quiser!!!

    Volte sempre!

    Mais alguém concorda/discorda????

    rs

    ResponderExcluir
  12. Brigadeiro gourmet é uma bobagem! Pagar 300 reais por 100 mini brigadeiros é uma idiotice! Estamos falando em R$ 3,00 por brigadeiro! Uma moça perto da minha casa faz um brigadeiro delicioso e cobra R$ 0,40 em casa um, R$ 40,00 o cento! Desculpe-me mas estes empresários estão ganhando dinheiro às custas dos bestas!

    ResponderExcluir
  13. Oi,curto bastante brigadeiro já tentei algumas receitas ;) e gostei bastante da forma como escreve, obrigado pelos nomes dos fornecedores e a forma de esclarecer os ingredientes que parecem impossíveis de se achar, mas no fundo não são nada de outro mundo como o granulado da cobertura.
    Só xarope para pagar o preço do brigadeiro gourmet...

    Abs,

    ResponderExcluir
  14. Simples: não quer pagar?? Não compre! Não há necessidade de desmerecer o trabalho alheio!

    ResponderExcluir
  15. Não compro mesmo! Meu dinheiro não é capim, que nasce ao relento, sem trabalho. Dói ouvir que o preço é abusivo??? A opinião é minha, com o apoio de 100% das pessoas que eu conheço e convivo.

    Gosto do fato de valorizar coisas que são da nossa cultura, mas somos um país pobre e pra tudo há limite.
    Não é desmerecimento. É constatação da realidade.

    Adoro críticas, mesmo que sejam de uma pessoa sem argumentação, que só vem aqui para atacar e ainda por cima nem tem coragem de assinar o que escreve. Eu sei muito bem quem é você e como pensa!

    Você fez o imenso favor de postar como anônimo e não tem como deletar o delicado registro. Que pena, né? rs

    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luana, não sei quem é a pessoa que postou o comentário acima. Mas acredito que todos podemos expressar nossas opiniões. Eu acho que vc se ofendeu com pouca coisa. Estar disposto (e podendo) pagar o preço caro do brigadeiro dessa loja, vai do bolso e da cabeça de cada um, mas concordo que não devemos desmerecer o trabalho de ninguém. Usar o nome de um determinado local para ilustrar uma opinião em um blog é uma coisa, na minha visão, desnecessária. Seus artigos são ótimos e não ficaria mais pobre ou desmerecido caso tivesse evitado usar a determinada loja para ilustra-lo. Ressalto que não conheço essa tal Maria Brigadeiro e nem tão pouco já provei de seus produtos, mas acredito que cada um faz o seu trabalho do seu jeito que lhe convém e agrada seus clientes (no paladar e no bolso).

      Obrigada.

      Me chamo Lívia Marla de Oliveira e moro em Porto Velho - Rondonia há 9 anos. Sou mineira de BH.

      Obrigada

      Excluir
    2. Oi, Lívia! Não acho que dizer que determinada coisa é cara, signifique desmerecimento. Muitas vezes tenho a impressão que as pessoas estão deconectadas do Brasil, da nossa realidade. Sempre digo que fazer um chocolate ao leite é trabalho de mestre, complicadíssimo. Já um brigadeiro... Me irrita (jamais ofendida!) comparar um simples brigadeiro com uma trufa, de verdade.

      Eu citei a loja Maria Brigadeiro porque ela é a responsável em divulgar o termo "brigadeiro gourmet", acompanhado de muitas cifras. Eu não sou politicamente correta.

      Cada um compra o que quer, ainda bem que é assim!

      Beijo e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  16. Hahahahaha.

    Rindo muito, aqui!

    Então tá: falar a verdade = desmerecer o trabalho alheio...

    E se Hiper-mega-ultra-power-super-valorizar?

    Pra mim = lesar/prejudicar/roubar/enganar o cliente.

    Puro 171!

    http://www.dji.com.br/codigos/1940_dl_002848_cp/cp171a179.htm

    ResponderExcluir
  17. Olá,
    Será que eu posso dar minha humilde opinião nesse super debate? rs
    Bom, comecei há um tempo a fazer brigadeiros gourmet para fora. Foi muito sem querer, mas estou curtindo muito. Na verdade, na minha opinião, o brigadeiro gourmet não deixa de ser o tal docinho tão antigo. Apenas foi acrescentado à receita do tradicional alguns ingredientes que combinam com o chocolate. Mas ele continua sendo o brigadeiro comum, porém um "toque" a mais. O lance do valor cobrado é bem relativo. Foi como um outro leitor colocou: algumas pessoas valorizam roupas caríssimas e não deixam de comprar mesmo sabendo que aquela peça não vale aquilo tudo. No caso da Maria Brigadeiro o que vale é o nome, como as marcas de roupas, sapatos, acessórios... a diferença é que você tem que consumir em poucos dias e não pode ficar admirando a vida toda (uma pena rs).
    O valor que eu cobro pelos meus não tem nem comparação com os dela, mas acho que cada um na sua... cada um cobra o que consegue e o que acha q merece.
    Parabéns pelo blog!!
    Um beijo,
    Adri

    ResponderExcluir
  18. Adri, sou super a favor de valorizar o doce, melhorando o sabor e também a remuneração de quem o faz. Mas há limite: é um doce pasteurizado, que pode sim ser melhorado com o uso do leite condensado caseiro.

    Um dia ele poderá ser chamado de gourmet! Usando a lata mega industrializada da Nestlé, sinto muito, não aceito.

    O segredo do bom brigadeiro é adicionar cremosidade e sabor sem usar mais açúcar e gordura hidrogenada. É só isso.

    Espero que você ganhe muito dinheiro vendendo seus docinhos por um preço justo.

    Como disse, o que não dá é para engolir uma bolinha de açúcar e depois ficar com a sensação de dinheiro rasgado!

    Sucesso e beijo!

    ResponderExcluir
  19. realmente, brigadeiro é brigadeiro, porém uma Empresa que vende brigadeiros é uma outra coisa. Vc ja pensou que no preço deste produto esta embutida a carga tributária, tanto do produto como do pessoal, o salário dos funcionários(não conheco a estrutura da empresa) mas estou fazendo um plano de negócios para uma empresa parecida e para manter uma boa qualidade de serviços são necessários pelo menos três funcionários.(um atendente, um cozinheiro e um auxiliar de cozinha)isso seria para trabalhar com estrutura enxutíssima, levando em consideração que não se faz apenas um cento de brigadeiros...Entra na conta também uniformes, aluguel, agua, luz, telefone, limpeza(na àrea de alimentação é ideal que haja alguem para limpeza sempre no local)ate porque ninguém que esta manipulando os alimentos deve ficar parando para cuidar da limpeza do local. Serviço de contabilidade, computador(para manter controle de pedidos e cadastro de clientes..., material de escritório, de limpeza,divulgação,embalagens. Manter uma estrutura para trabalhar é muito diferente de fazer brigadeiros em casa para consumo próprio oumesmo para venda na informalidade. O que também não tenho nada contra até porque a gente paga impostos e praticamente não obtem retorno através dos serviços disponibilizados pelo governo. Bom enfim são análises que devem ser feitas e colocando tudo na ponta do lápis o lucro fica provavelmente muito menor do que todos imaginam. Sem contar que as pessoas que trabalham com alimentação no geral costumam ter gargas de trabalho bastante altas para dar conta de cumprir prazos e manter a qualidade da entrega.

    ResponderExcluir
  20. Luciana, sim, eu concordo com você. Sabe, também faço planos de negócios, e, coincidentemente, fiz um para uma doceira super tradicional daqui de Londrina.
    Nesse caso, recomendei que ela não saísse da informalidade, porque sendo uma pessoa já de certa idade e sem filhos para ajudar, não conseguiria abrir uma empresa sem que seus doces perdessem a qualidade. Contratar uma pessoa que pudesse tocar o negócio com ela (até mesmo uma sócia, por exemplo) se tornou invivável, porque o preço do produto chegaria a valores impraticáveis aqui na cidade. O que fiz, foi incentivá-la a melhorar seu mix de produtos, o logotipo, cartão de visita, limpeza, uniformes e atendimento. Existem mercados no Brasil onde o reinado da informalidade é superior à força de um empreendedor. Nossa carga tributária e todas as exigências sanitárias (que não sou contra) acabam por inviabilizar muitos tipos de negócio.
    Não adianta tentar colocar uma áurea de superioridade num brigadeiro porque ele recolhe imposto, tem logotipo bem estudado e a dona acorda às 5h da manhã para dar conta da quantidade de pedidos que ela precisa atender para manter o negócio de pé. O público quer saber se é gostoso, sem tem apresentação e bom preço. Afinal de contas, uma lata de leite condensado Moça custa 2 reais e isso ninguém muda. Muitos tipos de negócios permanecem na informalidade porque um plano de marketing bem feito não é capaz de sustentar um alta significativa dos preços, necessária à viabilidade. Isso é ótimo! A desglobalização tem mostrado outros caminhos e sou super a favor do trabalho feito em casa, principalmente quando as mulheres tem crianças pequenas. O mercado informal é viável, sustentável e faz um bem danado às famílias.
    Interessante entender que não acredito no fracasso das brigadeirolândias como negócio formal, principalmente se ele estiver com um bom ponto, sem muita informalidade ao seu redor. Cada caso tem suas características que podem definir o futuro brilhante da empreitada. Só penso que esse ramo de docinhos é muito mais perigoso do que parece porque a tecnologia não é fechada e é um mercado caseiro, sem formalidade necessária.
    Beijo e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana,
      Só não sei onde consegue achar produtos tão baratos...
      Leite moça a 2 reais, granulados calebaut a 37 o kilo...nossa...pago 4,98 no leite moça e a media de preço dos granulados é de 80,00 a 120,00 o kilo

      Excluir
    2. Oi, por favor, olhe a data do post! Os preços são de 2010/2011. Obrigada!

      Excluir
  21. Olá! Alguém sabe me dizer onde eu posso encontrar forminhas plissadas bonitas como as da Maria Brigadeiro? Só encontro aquelas bem comuns,de festa infantil, gostaria de umas de mais qualidade como a da foto acima. Obrigada

    ResponderExcluir
  22. Anônimo, você encontra na http://www.artepapeljabaquara.com.br
    É um forminha marrom de papel impermeável (importado). Ele é marrom por dentro e por fora!

    Código da forminha: 7896270519273

    Espero ter ajudado! Beijo!

    ResponderExcluir
  23. UAU Luana! Muitíssimo obrigada! Já estava ficando impaciente, pois não a encontrava de jeito nenhum!
    Só mais uma coisa, sabe qual é a numeração que a maioria das lojas de brigadeiros gourmet usam?

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  24. Oiiii, que bom que lhe ajudei!

    O tamanho é o número 4!!! beijo!

    ResponderExcluir
  25. Oiii gente! Vi em uma reportagem em que a Maria Brigadeiro diz usar leite consensado caseiro, receita de sua avó. Alguém sabe essa tal receita secreta dela? Pode ser que o brigadeiro fique mais gostoso com uma receita caseira e até mesmo mais em conta, por isso poergunto...se alguém souber, me conta?!Bj, bj, bj!

    ResponderExcluir
  26. Oi, que eu saiba ela usa Leite Condensado Moça, de latinha. Logo quando ela largou o emprego que tinha para se dedicar exclusivamente ao brigs, eu a vi usando o LM. Olha só, nesse vídeo aqui, se você for no 01:25, verá que ela está usando o LM:
    http://www.youtube.com/watch?v=Mnhp_75oL1A
    O que vai no brigadeiro dela, que ela não fala na reportagem, é um pouco de creme de leite fresco (mais no final do cozimento), para melhorar o paladar, a maciez, e diminuir a possibilidade de crsitalização.
    Mas se você quer um leite condensado caseiro, veja essa receita do blog Sabor Saudade (o rendimento é espetacular):
    http://saborsaudade.blogspot.com/2011/01/porque-brigadeiro-merece-o-melhor-leite.html

    Espero ter lhe auxiliado na busca da sua receita perfeita!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  27. Passei pelo blog, procurando como usar o chocolate Callebaut, pq errei na quantidade.
    E então li a polêmica sobre a Maria Brigadeiro.
    Acho geniaaal a idéia dela,brilhante, adoraria eu ter tido eu esta idéia, do nome: quer doce mais brasileiro do que o brigadeiro e Maria então? Há alguns anos um italiano que conheci veio trabalhar na area de perfumes em S.P., com mulher e filhos pequenos, passados alguns anos voltaram para a Itália,quando o pai vinha para tratar de negócios as crianças pediam:nos traga brigadeiros e quindins.
    Grande Marqueteira! do mais elementar , trivial, barato docinho com muita criatividade, sofisticação e audácia criou esta polêmica empresa .A Daslu dos brigadeiros.
    A primeira vez que li uma matéria sobre ela, não resisti, fui lá na Vila na Rua Cristiano Viana ,onde era antes sua empresa ,para cumprimenta-la pela genial idéia dos status que ela deu ao nosso vício nacional,não conheço ninguém que resista a um deles, e que mesmo com todas as correntes e tendências gastronômicas não perde o seu lugar em nossas mesas. Quanto o talento para cosinheira não sei, não experimentei, mas é grande é o seu talento para o Marketing .Inspiradas em v. virão Maria Acarajé, Maria Rapadura,Maria Pamonha etc... Sucesso!

    ResponderExcluir
  28. Maria Pamonha, hummmm, adorei... Será que vai custar quando a pamonha doce com queijo coalho no meio???
    Estou sonhando com uma pamonha! Que gosto será que tem uma recheada de brigadeiro?

    Beijo e obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  29. *aplausos de pe* Hurray!!!
    Nossa esse eh o melhor post sobre nos ultimo tempos.

    ResponderExcluir
  30. estou adorando essa discussao, e queria ainda dar uma outra dica para enrrolar o doce.
    Ao invés da manteiga, usar GELO, isso mesmo! Ele vai ajudar aos que tem "Mao quente" a manter o chocolate no ponto para enrrolar.
    Para isso devera, quando o doce estiver pronto, e devidamente na temperatura ambiente, pegar o gelo, passar nas maos, e entao, preparar para enrrolar, e formar as bolinhas.

    ResponderExcluir
  31. Oi Luana

    Você é bem firme no seu ponto de vista, isso é bom, mas há que reconhecer o outro lado. Cada produto tem seu público, e por mais absurdo que você ache, o preço tem que estar de acordo com esse público (é marketing sim e tem que ser assim, pois todo produto tem que vender). A pessoa que vende um brigadeiro por 40 centavos provavelmente está cobrindo somente os seus custos de produção e olhe lá. Há público para o brigadeiro da vizinha e para o brigadeiro gourmet, comprado em loja, cada um na sua; prova disso é o sucesso que vem fazendo. Não podemos negar a existência do mercado de luxo, e São Paulo é o maior do Brasil e tem expressividade mundial. Estive na loja da Maria Brigadeiro e comprei uma caixinha, a loja é linda, a caixinha é para guardar de lembrança e o conceito todo é muito bem bolado. Você deveria ir lá pra ver. Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Pati, eu conheço a loja, tanto ela - como pioneira - como as demais concorrentes famosas.
    Veja só, é como eu disse, no ponto que ela está, é viável vender pelo preço que vende, com o conceito maravilhoso, etc etc. Mas não é para todos os bairros, todos os públicos e todas as cidades. A viabilidade não é questão desse post: esse brigadeiro é um pééééééééssimo negócio (partindo do princípio que eu não consumo por consumir, eu faço negócios o tempo todo). Fui vacinada para enxergar o produto exluindo-se ao máximo o marketing careiro, incluindo a parte invisível (vulgarmente conhecida como status), que não vai fazer diferença na minha vida. E sobre as embalagens de luxo, puxa, elas são lindas, mas nada ecológicas, bem na contramão do que anda se pregando hoje. Sou fã dela como empreendedora, mas abismada em notar como o povo tem CORAGEM de pagar esse alto preço, por conta desse plano de marketing caríssimo (na verdade é isso que se paga). Infelizmente, as pessoas não são tão críticas como eu, ainda bem (ou não!). O que mais me impressiona é o fato de que o meu círculo de convivência, que nada mais é do que o público que a Maria Brigadeiro quer em Londrina (hipoteticamente falando), concorda comigo. Então, tem a questão cultural de São Paulo, aquele consumismo LOUCO. Mas isso é assunto para outro comentário-post. Eu morava em Perdizes antes de mudar para Londrina. Calma que ainda vem lenha. hahahaha

    Estamos num país de terceiro mundo, e é uma questão importantíssima nessa discussão toda.

    Beijo e obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  33. Gente, e eu tinha perdido essa polemica toda! Brigadeiro é brigadeiro né? Faco sempre para alegrar alemaes por aqui, sao um sucesso! Nao consigo me imaginar dando essa quantia toda por brigadeiros. Mas consigo imaginar aquelas pessoinhas em busca de status, pensamento segregador de classes. Uma boa forma de separar uma determinada classe social da camada "pobre" que compra esse docinho "pobre" por aí. E muitos ricos querem principalmente mostrar que TEM. Outros querem mostrar o que PARECEM TER tambem. Freud explica essa cultura estranha.
    Como foi tido: ela tem seu publico-alvo. Felizmente há muitos que não fazem parte desse grupo.

    ResponderExcluir
  34. Mulé, como-é-que-tu-me-perde uma discussão dessas???? É o apartheid até no brigadeiro. Eita, São Paulo!
    Eu tenho certeza que muita gente que compra brigadeiro nessa loja, tem também uma "mãe preta" em casa: uma babá vestida de branco.

    Só me resta gitar a La Katylene:
    Cadê o baldeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee?

    ResponderExcluir
  35. ééééé... daquelas maẽs pretas que podem levar as crianças no clube, mas não podem nem sentar na beiradinha da espreguiçadeira!

    ah menina, morro de vontade de escrever comparações Brasil X Alemanha, mas... as comparações estão sempre implícitas, né? rsrs

    beijos!!!

    ps. tenho altas dificuldades de achar cacau sem açúcar e leite condensado aqui! :( em berlim eu já sabia onde encontrar, agora preciso encontrar o cacau em munique. já o brigadeiro de colher, diante das forminhas porcaria que tem por aqui, aderi as colherinhas mesmo. ou entao faco sem forminhas! fazer o que, ne?

    ResponderExcluir
  36. O público não é enganado, o mesmo que pagariam por uma trufa ou outro doce extrangeiro qualquer (o que não é nenhum problema) podemos pagar por um brigadeiro!
    Quem compra sabe pelo que está pagando, se é caro ou não, cabe a quem está comprando, o dinheiro é de quem trabalhou para merecê-lo e cada um decide o que faz com o seu...ignorância ser tão "bitolada (o)"...

    ResponderExcluir
  37. Ignorância é achar que sou obrigada a concordar, não é? A matéria-prima principal da trufa, o chocolate, não custa 4 reais o quilo.

    Volte sempre, sr. Anônimo!

    ResponderExcluir
  38. Oi Luana,

    eu pensei que a Maria Brigadeiro usasse leite em pó e não creme de leite fresco...como será que usa o creme de leite???

    ResponderExcluir
  39. Parabéns pelo post...enorme sucesso!!!
    Concordo com você, elevar o brigadeiro como item de luxo é demais mesmo.
    Adorei as dicas de como fazer um brigadeiro mais gostoso, estou fazendo toda a festinha da minha filha em casa, vou testar.
    Bj
    Gabriela

    ResponderExcluir
  40. Perfeito!!! Parabéns pelo post, e por você ser firme no seu ponto de vista, a-d-o-r-e-i tudo, rir muito.... Com as rusgas, com a Maria Acarajé, e aprendi com cada dica. Obrigada
    Sucesso!
    Bjs

    ResponderExcluir
  41. @jane: eu recebi seus e-mails! Mandarei forminhas, cacau e cia lá pro seu marido... te reponderei essa semana para vc me enviar o end. Beijo

    @anônimo 04:28 No brigadeiro tradicional (o de chocolate), você pode ou não colocar o creme de leite como está sendo explicado na receita desse post. Coloque o creme de leite junto com o leite moça, misture tudo e siga fazendo. Você pode colocar o creme de leite só no final do cozimento, na hora que começarem a pipocar as bolhas. Só lembrando, creme de leite é opcional, é só para evitar que o brigadeiro cristalize e dar um pouco mais de sabor. Se você for fazer o brigadeiro para consumir no mesmo dia, é só caprichar na manteiga e está tudo certo. Sobre o leite em pó, você só usa ele no brigadeiro branco. São 3 colheres de sopa de leite Ninho em pó (não pode ser o instantâneo, tem que ser o integral comum) para cada lata de leite moça, mais a manteiga e creme de leite (fresco ou de lata). Dá para susbtiuir o leite em pó por chocolate branco.

    @gabriela: isso mesmo, tudo feito em casa, com amor e dedicação. Os filhos aprendem com o exemplo dos pais.

    @gisélia: menina, cada cupcake com cara de COMIDA que você faz, afff, amei. Dá água na boca.
    Você é que tem um milhão de dicas para dividir conosco.....rs.
    Será que já existe Maria Cupcake? Ou Maria Bolinho? Beijo!

    Obrigada por todos os comentários!!!

    ResponderExcluir
  42. Peço licença para participar do debate e colocar minha opinião. Não vejo nada de errado no preço cobrado pela Maria Brigadeiro. Moro em Fortaleza, nunca fui numa loja dela, nem comi o brigadeiro, mas parto do princípio democrático e capitalista que diz que cada um paga pelo que pode e quer. Ela, eu, vc ou qualquer outra pessoa cobra por um brigadeiro o valor que acha que ele merece. E isso é extremamente subjetivo. Vi que vc mencionou o termo "preço justo"em outro post e me perguntei: o que é um preço justo? O que é barato pra vc pode ser caro pra mim e vice-versa. Acho, ainda, que a empresária está de parabéns por ter conseguido transformar o seu negócio em algo tão bem-sucedido. Da próxima vez que eu for em Sp, vou tentar dar uma passada por lá e provar os brigadeiros. Se eu não gostar, provavelmente vou ficar indignada com o valor pago. Aliás, qdo a gente n gosta do que come, nem de graça compensa. Agora se eu gostar, teremos feito uma troca para lá de justa! Ninguém colocou uma arma na minha cabeça, me obrigando a adquirir o produto. Comprei pq quis, sabendo o quanto custava. Portanto, justo. Quem acha que não vale o preço, é simples: não compra. Bjs

    PS: Não consegui postar de outro jeito pq está dando erro. Meu nome é Lígia, ligia.sales@gmail.com, sou jornalista, moro em Fortaleza, adoro brigadeiro e sapatos.

    ResponderExcluir
  43. Acho muito válido cada uma fazer os doces da propria festa. Fica personalizado, unico. Mas não dá pra comparar o brigadeiro feito em casa e vendido na rua do vendido numa loja especializada. Vc tem que levar em consideração a pesquisa, os testes, o ponto, funcionarios, a marca e o publico. Eu faço 20 sabores diferentes, uso produtos diferenciados, quem trabalha com isso sabe o trabalho que dá, a dedicação...não é tão simples assim.

    ResponderExcluir
  44. Luana,
    primeiramente, parabéns pelo post! Eu achei sensacional e extremamente sensato o que vc disse!
    Trabalho com brigadeiro gourmet também (aliás, esse negócio de brigadeiro gourmet está virando, como se diz, "carne de vaca", pois o que tem de sites e blogs fazendo brigadeiro de qq jeito, fotos horrorosas e batizam de brigadeiro gourmet, me fazem repensar se quero que meu seja esse tal gourmet tb!!! RS...).
    Li todos os comentários e adorei essas informações:
    Alexandre: Mas o que a Maria Brigadeiro vende não é leite condensado, cacau de origem e manteiga francesa, tudo misturado. Isso é só a desculpa. O que ela vende mesmo é o status, o gostinho de você poder comprar uma coisa absurdamente cara e ficar satisfeita com isso.
    Luana: Como disse, o que não dá é para engolir uma bolinha de açúcar e depois ficar com a sensação de dinheiro rasgado!
    Sou empreendedora, montei meu plano de negócios, e o fato de se cobrar R$3,00 num brigadeiro de 15 grs é simplesmente o marketing que se faz! Leite condensado caro, chocolate importado, vixi, isso se negocia à preços baixíssimos com o fornecedor! O marketing é que é caro! Se compra status, não um doce... andar por aí com uma sacolinha da Maria Brigadeiro debaixo do braço como se estivesse com uma bolsa da Louis Vuitton!
    Continue com esses posts polêmicos, isso agrega muita informação para todos, não importando se são prós ou contras.
    Um grande abraço!
    Fernanda - BH

    ResponderExcluir
  45. Não acho frescura não! Acho uma super sacada. A Juliana teve a idéia de transformar o nosso tão comum brigadeiro em algo gourmet! E adivinhe só... vende muuuiitttoo! Na verdade não gosto muito de nenhum sabor da Maria Brigadeiro; o tradicional nem consigo comer mas não é por isso que não reconheço a criatividade da marca.

    ResponderExcluir
  46. Luana, primeiramente parabéns pelo post! Adoro esse sue tipo de pensar e se expor, muito bom!
    Adorei a parte em que o Alexandre diz: "Mas o que a Maria Brigadeiro vende não é leite condensado, cacau de origem e manteiga francesa, tudo misturado. Isso é só a desculpa.
    O que ela vende mesmo é o status, o gostinho de você poder comprar uma coisa absurdamente cara e ficar satisfeita com isso." A Maria Brigadeiro não vende mais brigadeiro, vende uma marca! E as clientes dela se enchem de ego andando com uma sacolinha da loja como se fosse uma bolsa Louis Vuitton!
    As brigadeireiras de plantão que me desculpem, mas esse negócio de custos fixos e variáveis eu manjo e não influenciam tanto no caso dela. Se ela não cobrar R$3 num brigadeiro, significa que não está valorizando, e aí a High Society não compra, entendem? Se gasta mais em marketing que qq outra coisa.
    Digo que não justifica pq fui pra SP há um mês e minha tia encomendou uns brigadeiros gourmet de uma moça que trabalha com o leite condensado artesanal, chocolates de boa qualidade (ela usa chocolate me pó no tradicional, que dá muito mais sabor de brigadeiro) e a unidade do mesmo tamanho do da D. Maria é R$1,50 (pelo menos tava este valor até mês passado). Ela usa confeito Callebaut, o preço não é abusivo e é uma delícia! Assim como tantas que devem ter pelo Brasil a fora!
    Bjs! Fernanda Mendes Silva - BH (fe.ms@gmail.com)

    ResponderExcluir
  47. Olá, tudo bem? achei lindos os teus brigadeiros, e gostaria de saber onde vc compra essas forminhas de papel marrom por dentro e por fora.Aqui no Sul não encontro.
    Beijos.
    Ju.
    machadojm@bol.com.br

    ResponderExcluir
  48. Olá.. concordo com você!! Deixa eu te perguntar, qual é o cacau em pó da Callebaut que você usa ? Beijos

    ResponderExcluir
  49. Como que eu faço para não deixar o cacau em pó amargar o brigadeiro ? Beijos

    ResponderExcluir
  50. Oi Luana, primeira vez q passo no blog e adorei! Eu estava procurando aonde comprar o tal do granulado de plaquinha feita com chocolate puro, porque mes passado comprei uma oferta nesses sites de compras coletivas, de uma caixa com 25 brigadeiros gourmet por 20 reais. Achei bem barato perto do que eu ja tinha ouvido dizer que custavam, e como sou SUPER-FÃ de brigadeiro, e ja fazia tempo q eu estava morrendo de vontade de comer um desses, e achei que estava longe de eu provar um, comprei e me apaixonei, uma delicia meesmo.
    Claro que eu só comprei porque achei a oferta barata e coube no meu bolso no momento!
    Agora que eu provei, como eu adooro fazer brigadeiros em casa, vou juntar um dinheirinho pra comprar os ingredientes q vc deu as dicas, alias, muito obrigada pelas dicas! Mas concordo inteiramente com voce sobre os preços, e o status que é vendido ao inves dos brigadeiros em si.
    Parabens pelo blog, e tá certa, nao somos obrigados a aceitar absurdos assim!
    beijos (:

    ResponderExcluir
  51. Shalom! Gostei muito dos seu blog e tbm tirou muitas dúvidas que eu tinha com relação aos brigadeiros "gourmet". Eu me chamo Tatiane e moro em Porto Velho/RO. EU e meu marido temos uma casa de carne e vendemos assados de carnes variadas (exceto suino) tudo acompanhado de farofa e mandioca. Nesses ultimos tempos os clientes estavam pedindo sobremesas simples (mini pudins, brigadeiros ou trufas). Fiz uns testes em casa mesmo (tenho 5 filhos), usando chocolate em barra da nestlé 170g (4,20), com LM (3,0)e granulado normal (1,10). Com as formas n° 4 (0,70 simples)consegui fazer 25 brigadeiros (bem gordinhos) de chocolate branco, ao leite e meio amargo. As crianças aprovaram (é claro kkkk). Bom, eu já estava em dúvida sobre quanto deveria vender cada um, mas acredito 0,60 centavos seja um preço bom. O que vc acha? eu não entendo muito de brigadeiro, não quero supervalorizar o produto e como vc tem sido muito clara eu gostaria da sua opinião. Até mandei e-mail pra "amor de brigadeiro" "brigadeiria" e "atelier do brigadeiro" pedindo algumas dicas pra fazer os docinhos e custo/benéficio, só que nenhum deles respondeu. Bom, é só, se vc puder me ajudar eu agradeço de coração.

    ResponderExcluir
  52. olá tudo bem!!!
    fui no endereço que voce falou das forminhas que a maria brigadeiro usa, e ele tem um minimo para comprar(400 reais) é muito para mim, voce sabe a onde vende sou do rio de janeiro, obrigada, beijos no coração, meu email, é frogscupcakes@bol.com.br

    ResponderExcluir
  53. Ah eu também queria forminhas daquelas de cor marrom por dentro e por fora, das importadas, acho que são italianas se não me engano, de papel impermeável. Poxa vida mas a http://www.artepapeljabaquara.com.br
    vende somente altas quantidades, tá louco, não tenho nem onde colocar tantas! Alguém conhece algum outro revendedor?

    ResponderExcluir
  54. @Ligia Sales: Sim, da mesma forma que você acha compreensível cobrar 3 reais em um mini brigadeiro, eu não aceito. Se posso ter o mesmo brigadeiro por 1/3 do preço, feito também por uma doceira qualificada e com matéria-prima de altíssima qualidade, por que pagar um valor tão alto? É o ponto, é a grife, é o status. Já expliquei que minhas compras não levam em consideração a ostentação, portanto, não sou o público que a Maria Brigadeiro quer, e, particularmente, penso que esse conceito de brigadeiro gourmet está extremamente enfraquecido, popularizado, prova disso é que a Juliana pediu o registro da marca “brigadeiro gourmet”, numa tentativa desesperada de proteger a ideia de tornar o docinho popular em artigo de luxo. Você paga, eu não. Ela quer você! Obrigada por comentar, amei conhecer o seu ponto de vista. O Google está com problemas na autenticação, esse é o motivo que tenho habilitado o “Anônimo”, para facilitar a vida do leitor. Volte sempre!

    @Dani Modesto: eu critico o conceito, o valor abusivo. Não penso que tenha que custar apenas 50 reais o cento, sei quanto custa manter um ponto. Qualquer coisa nessa vida feita de maneira dedicada, dá trabalho! Óbvio que com brigadeiros, pamonhas e salsichas gourmet, não seria diferente. Docinhos brasileiros são uma ótima fonte de renda desde que me entendo por gente! A questão é a glamorização da coisa, achar que vale o preço! Para muita gente vale, mas eu não penso assim. Boa sorte na produção e comercialização de doces brasileiros, Dani!

    @ Anônimo (Fernanda-BH): Fernanda, a dica de ouro: NÃO USE O TERMO BRIGADEIRO GOURMET. O conceito foi enfraquecido durante 2011, de tal forma que penso que não vale mesmo à pena referenciar o seu cuidadoso trabalho com esse termo. Algo como “ Docinhos Brasileiros, 50 variedades” é mais adequado. O que vejo acontecer muito, é que a pessoa começa fazendo só brigadeiros, e aí a coisa não dá volume, e já passa a fazer olho de sogra, quindim, lembrancinhas mil, cupcakes... se torna uma confeitaria completa de qualidade. Já expliquei que esse formato de brigadeirolândia não dá público tão facilmente, principalmente se estamos em cidades pequenas e/ou pobres. Geralmente é mais fácil emplacar uma pamonharia (com receita muito mais trabalhosa) do que uma lojinha de brigadeiro ou trufas. Consumir status é algo que me deixa indignada! Rasgar dinheiro num mundo pobre como o nosso, affff, INSANO. Obrigada por comentar, Fernanda!

    @Anônimo (29 de maior de 2011 15:22): Criatividade ela tem sim, está de parabéns! Mas brigadeiro sempre será um brigadeiro, mesmo que esteja revestido por pinolis. Isso que eu quis falar nesse post. Mas parece que tem gente que não quer entender o meu ponto de vista.... fazer o que!

    @ Anônimo (Ju): Nesse post aqui eu explico: http://casarei.net/2011/03/forminha-marrom-por-dentro-e-por-fora/ Entre em contato com os fabricantes para saber onde achar as forminhas na sua cidade.
    @AilynFarias: eu uso o cacau vermelho orgânico alcalinizado 10 12% produzido em fazendas certificadas da Barry Callebaut no sul da Bahia. Uma empresa chamada Orgânica Alimentos, daqui de Londrina, compra sacas de 20 quilos e reembala em pacotinhos de 500 gramas. http://www.organicashop.com.br/ , entre em contato com eles, porque no site não tem o produto, mas sei que vendem sim e despacham para qq lugar do Brasil. O brigadeiro amarga se a quantidade de cacau for muito grande e/ou a qualidade ruim. O cacau da Garoto (não é vermelho) eu acho que amarga DEMAIS, já o da Harald (vermelho) não amarga, exceto se você colocar uma quantidade grande http://www.harald.com.br/produtos/Detalhes.aspx?ProdutoId=71 Tenho quase certeza que esse cacau alcalinizado da Harald é da Barry Callebaut, só que a versão não é orgânica, o que muda um pouco o sabor. O cacau vermelho (esse da Orgânica e o da Harald) é mais suave, mais doce e mais saboroso! O chocolate da Kopenhagen , aquele bombom recheado de cereja e vendido a preço de ouro, não me deixa mentir! Tente usar SEMPRE o cacau vermelho de boa qualidade.

    ResponderExcluir
  55. @Jack: você sabe quanto o anunciante do briagadeiro gourmet recebeu do site de compras coletivas? 50% do valor pago por você! Isso já explica muita coisa. Hahahaha. Faça em casa depois conte como foi a sua experiência!
    @tatiane: Tati, isso varia muito! Mas para compensar, acho que você poderia fazer 20 brigadeiros com 1 lata de leite moça (ficam grandes) com preço de venda a 1 real cada (unidade avulsa). Aí você pode vender caixinhas de 6 unidades por R$ 4,90. Estou te falando aqui de valores MÍNIMOS para compensar. Uma coisa é fazer brigadeiros de qualidade para seus filhos comerem, outra bem diferente é vendê-los para fora. Deixe as sombremesas à venda em uma vitrine fechada bem loooooonge dos assados, tá? O brigadeiro da Maria Brigadeiro é minúsculo, tipo 35 unidades para cada lata de LM! Cobrar 1 real num tamanho bom, é justo. Mas tenha em mente que o seu público pode não ter dinheiro para isso, ou achar que é absurdamente caro. Vale tentar, mas por um preço que não te escravize! A não ser que o brigadeiro seja ISCA para vender MAIS carne. Hahahahaha, aí você pode cobrar o preço de custo, porque o lucro do doce vem com o aumento da venda dos assados.

    @regina: não sei onde comprar no Rio! Estou achando que o fabricante está agindo de má fé, porque deveria passar os pontos de venda no Rio para você, jamais o valor de atacado! Empresariado brasileiro gosta de tirar proveito dos posts gratuitos. Fico LOUCA com essas coisas. Procure no Saara! Muito provavelmente vc encontra lá! Se achar, volte aqui para me contar e eu faço um post para a loja.

    @Anônimo: http://www.dolcefesta.com.br/products/forminhas-para-docinhos-marron-no4-mago-1000uni

    ResponderExcluir
  56. Apesar da crítica ao brigadeiro de potinho eu acho ele super prático e acho os potes usados pela Maria brigadeiro - com tampa metálica - lindos.
    Por acaso você sabe me dizer onde encontrar esses potinhos?
    Obrigada

    ResponderExcluir
  57. @Anonimo: sim, são práticos, mas não gosto porque referenciam o doce de compota, e não tem a mesma beleza delicada do docinho boleado. Você encontra esses potes na Casa das Essências e na Mega Essências, amabas no centro de São Paulo. Tem a opção de escolher a tampa prateada ou dourada.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  58. Li todos os comentários, acho que tem vários argumentos válidos de ambos os lados.
    Só tem uma coisa que eu discordo totalmente, acho super complicado colocar preço no trabalho alheio, sou dentista e me mata quando paciente fica fazendo conta e comparando uma clínica com a estrutura totalmente diferente da minha com o preço que eu cobro.
    Ninguém leva em consideração o que eu estudei, o investimento que eu fiz e etc.
    Sei que não é a mesma coisa, que para se fazer brigadeiro não é necessário uma super especialização, mas ainda sim pode se ter uma formação muito boa por trás disso, nem que seja em marketing e que deveria ser valorizada.
    Mas essa é apenas minha humilde opinião.

    ResponderExcluir
  59. @Katia: você mesmo respondeu, ainda mais na área da saúde, não é? Se para fazer uma canal as pessoas comparam o preço, quiçá num reles brigadeiro!

    Beijo-beijo!

    ResponderExcluir
  60. *mesma.

    Obrigada pela paciência em ler tudo. Volte sempre!

    ResponderExcluir
  61. gurias, amei o blog.. e a discussao sem fim kkkk.Faço brigadeiros aqui em porto alegre, e cobro 28 reais o cento. uso achocolatado,e creme de leite. Fica cremoso, muito bom. Acho que 28 reais esta justo, Cobro pouco, e vendo muito bem, cerca de 1500 brigadeiros por semana.
    http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=429915682463998464
    pra quem quiser conhecer meu trabalho

    ResponderExcluir
  62. Amei o seu blog, e digo só foi aqui que consegui os endereços dos splits.Sou completamente APAIXONADA POR BRIGADEIRO!!!
    Para mim brigadeiro de verdade é o bom e velho brigadeiro nosso de cada festa, sim hj podemos usar o cacau em pó , um enfeite q é esse quadradinho e derrete na boca, agora colocar cookies, castanha, nozes, ou sei lá o que pra mim DEIXA DE SER BRIGADEIRO,adorei seu blog, com certeza vou segui-lo, e indicá-lo tb.
    Quanto aos brigadeiros da Maria Brigadeiro, só vi na revista, confesso q tinha vontade de experimentar, mais depois de ler os comentários aqui, preço, perdi totalmente essa vontade.


    Um beijo

    ResponderExcluir
  63. Parabéns pelo blog e pelas pesquisas.

    Estava pesquisando sobre brigadeiros, receitas distintas, e encontrei seu site. Por acaso vi a polêmica que a discussão do preço gerou. Sabe, eu fico dividida quanto a essa questão, pois de um lado, ela possui argumentos que concordo, que são a nacionalidade do doce, que brigadeiro deveria ser mais valorizado. Ela também deve ter estudado pra poder por esse preço. Também acho que cada um põe o preço que quer, o status que quiser no próprio produto. Se quiser fazer preços mais populares e ganhar na quantidade pode, se quiser fazer em pequena escala e ganhar no preço, também pode.

    Mas concordo com vc em afirmar que é uma insanidade colocar o preço que ela sugere em um brigadeiro. Mesmo que esses sejam gourmet e com toda a pomposidade, esse preço não se justifica. Chocolates importados finos saem em média 64 reais 160 gramas (de Godiva-é puro chocolate com especiarias e ingredientes finos)
    Um brigadeiro, mesmo se for Gourmet não custa isso. Como ela quer cobrar 100 reais pela mesma quantidade de brigadeiro? Vou de Godiva, pois além de ser chocolate puro, é muito mais saboroso que brigadeiro. Também já vi chocolates com pó de ouro e ingredientes finos pelo preço que ela cobra.
    Nada ver ela comparar uma trufa a um brigadeiro. Vai do gosto de cada um, a preferência pelo doce, isso não quer dizer que brigadeiro ou trufa são melhores ou piores. Supervalorizados ou não. Brigadeiro é justamente relegado a segundo plano por ser comum, nacional. Aqui é vendido a preço de banana e ponto final. A Banana mesmo, aqui as pessoas dão até de graça se vc pedir na feira, lá no Japão elas são supervalorizadas exatamente por eles não terem. Aposto que na França uma trufa(de chocolate, não o tubérculo) não seja tão cara como é aqui exatamente por ser mais comum pra eles e não ser novidade. Assim como vinho de boa qualidade é caríssimo aqui, na França é uma merreca. Queijo de boa qualidade que é caríssimo aqui lá é vendido a preço de banana. É a questão da oferta e demanda, parece que ela nunca ouviu falar nisso quando diz aqueles comentários tolos de que brigadeiro é segundo plano.
    Fora que a matéria prima pra se fazer uma trufa é muito mais cara, sem sombra de dúvida. É chocolate puro que se usa, E chocolate em pó. Coloca-se mais ingredientes, como o conhaque, o creme de leite, a manteiga, o chocolate em pó,o chocolate puro. No brigadeiro só se colocam 3, no máximo 4. O trabalho pra se fazer uma trufa também é mais demorado. Uma boa trufa tem que ficar no mínimo de 4 a 24 horas na geladeira só pra dar o ponto certo. Sem contar enrolar, banhar, passar no cacau... brigadeiro é baba de fazer, em uma hora vc faz o cento, tanto que ela consegue entregar "meia hora antes".
    Então não venha me dizer que Brigadeiro seja igual a trufa por que não é. Nem que trufa seja supervalorizada. Brigadeiro é mais barato e mais popular SIM.
    Sem falar que de 10 pessoas 8 preferem trufa, pq é um doce mais saboroso e também mais trabalhoso de se fazer. Tudo que requer mais trabalho pra fazer e tem td uma preparação, e um tempo maior é mais gostoso. Por isso que comida de avó é tão boa. Pq elas ficam horas na cozinha desde manhã, ou deixam preparado de um dia pra outro pra ficar bom. Td que é instantâneo é comível, é bom, mas não é a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  64. As receitas brasileiras são simples, baratas e gostosas exatamente por o povo ser um povo simples, nada ver querer cobrar caro no que é barato.
    Geralmente compra-se caro pelo que é mais difícil de se obter, receitas estrangeiras são mais caras por isso mesmo. Como eu disse antes, banana e laranja são mais valorizadas que eletrônicos, por exemplo, lá no Japão.

    Luana, eu quero testar fazer uns brigadeiros com ingredientes mais incrementados, como leite condensado artesanal, chocolate puro e manteiga boa.

    Não entendi muito bem o que vc disse sobre acrescentar o creme de leite pra não cristalizar, vc pode me explicar?
    Posso fazer o brigadeiro com chocolate mesmo, isso alteraria o sabor e a receita em si?
    E vc tem alguma receita de leite condensado que vc ache boa e sua validade?
    Quais marcas de manteiga ou margarina você considera boa para brigadeiro?

    Bjos

    ResponderExcluir
  65. Gostei das dicas. Pessoas que não estão entendendo, ela não disse que o brigadeiro é pior que os outros doçes, pensa assim: se aqueles copos de requeijão entrassem na moda e alguem começasse a vende-los por 50 reais cada, vc acharia chique? è diferente de pagar 100 reais ou mil em uma taça de cristal, ok é caro mas o produto é nobre, doces como trufas que são receitas gourmet francesas, são doces refinados e trabalhosos, o brigadeiro por meplhor que fique ainda é um brigadeiro, e só tem alguem vendendo caro pq outra pessoa compra. Pq tem quem venda mais barato sempre, se as pessoas escolhecem o produto mais barato sempre(de igua qualidade) os preços iam abaixar ate serem razoaveis. E outra coisas brigadeiro é dum doce só, se vc fizer "churrasco" no forno com molho madeira, não é mais churrasco!

    ResponderExcluir
  66. Como uma pessoa que diz fazer planos de negócios, pode falar isso?
    Uma coisa é você ir ao supermercado comprar ingredientes, e fazer docinhos na cozinha de casa. Outra é você tem uma empresa, que tem ponto de venda, site, atendimento, entrega, montagem de mesas, variedade de sabores, qualidade, funcionários, impostos, louças, sistema de caixa (cartão de crédito, débito), embalagens, ingredientes de qualidade, marca, sacolas e mais uma infinidade de custos que formam uma empresa. Qualquer um pode ir para cozinha fazer doces e vende-los por 1,00, 2,00, ter um lucro relativo, isso é um trabalho e uma fonte de renda, mas nunca uma empresa. Não sou do ramo gastronômico, mas isso se aplica a qualquer negócio. A diferença em ter um negócio informal e ter uma empresa formalizada é abismal, ainda mais no Brasil.

    ResponderExcluir
  67. @atelie das trufas: com esse valor baixo, cuidado para não tomar um preju.... sorte na venda dos negrinhos!

    @vera: concordo com você! Brigadeiro é o de chocolate, com cobertura de chocolate. Meteu qualquer outra coisa para brigar com o sabor do chocolate, deixou de ser brigadeiro. Mas isso tem gente que não quer aceitar, não é mesmo?

    @Adriana Yuri: Puta preguiça louca de quem sai para comprar uma caixa de brigadeiros. Receita ridiculamente fácil, não faz quem não quer mesmo. E comparar trufa com brigadeiro é como comparar cachaça com whiski. Posso preferir a cachaça, mas daí dizer que é superior ao champagne, ah, por favor. Lá no japão pode até ser, mas aqui é BRASIL, terra do brigadeiro. Quer cobrar caro por esse docinho mega popular, vá para um lugar que não tenha 800 doceiras na informalidade para concorrer! Todas elas podem mudar o nome do doce para gourmet, ué...
    Sobre cristalizar, doce que tem tanto açúcar, cristaliza sim. Manteiga eu prefiro a President ou Batavo sem sal. E creme de leite, juro, prefito não usar e aumentar a quantidade de manteiga... ou ainda, usar apenas umas duas colheres de sopa para cada lata + manteiga. Chocolate em barra, no geral, são 100 gramas para cada lata de elite condensado, e MUITA manteiga. Brigadeiro feito com chocolate em barra cristaliza mesmo. Cristalizar é quando ele fica com uma casquinha mais endurecida e seca por fora, e molinho por dentro. Ainda prefiro a receita de 1 colher de sopa de cacau sem açúcar + 1 ccolher de sopa de manteiga + 1 lata de leite condensado. É o mais suave, ainda sim bem doce e não fica tão gorduroso como o que usa chocolate em barra. Receita de leite condesado já testei algumas, todas muito doces. Estou com uma aqui nova para testar, vai até gema de ovo, parece que não dá ponto para enrolar direito, se der certo eu publico. Obrigada por comentar!!!!

    @Sergio: sim, BRIGADEIRO É POPULAR, DOCE BARATO E FEITO POR MILHÕES DE BRASILEIROS, ninguém muda isso. Leite condensado é encontrado até em posto de gasolina, faça-me o favor! Aliás, no posto gasolina você compra godiva e leite condensado, kkkk. Amei sua comparação brigadeiro não é copo de cristal, é copo de requeijão.

    @Anônimo: quantas milhões de vezes eu terei que escrever que algumas coisas não valem o custo Brasil? Existe uma concorrência brutal com as doceiras informais e a facilidade para elaborar o doce. Brigadeiro FGTS é a maior barca furada, exceto se você estiver vendendo status, e não um simples brigadeiro "gourmet".

    ResponderExcluir
  68. e como faz para o brigadeiro não açúcarar ? o brigadeiro deve ficar dentro ou fora da geladeira?qnt tempo depois da pra enrolar ele ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cacau (no lugar do chocolate) em pó e manteiga adicionados, já evita o açucaramento. Dependendo do chocolate em barra, açucara numa velocidade luz.

      Beijos!

      Excluir
  69. o primeiro computador nasceu em 1830.era uma coisa enorme,mas enorme mesmo.foi melhorando ate chegar aos dias de hoje.hoje ate temos portatel.as pessoas foram mudando ate chegar aos dias de hoje.hoje ha computadores para todos os gostos e "bolsos"as pessoas nao deixam de comprare ou melhoralo.o mundo cresce e temos que inovar.sempre juntar a tradicao com a inovacao.eu vivo em londres!eu e o meu marido temos lojinha de brigadeiros a 7 anos.ela continua ainda a ser o grande sucesso.temos o melhor chocolate,melhores manteigas e do bom leite condencado.nao posso vender a £1 por caixa,porque quando compro os produtos nao me vendem barato.so usamos chocolate belga ,suico,alemao,frances etc.chocolates esses que vem da america do sul e africa.claro que se fize se com produtos normais o preco seria outro.quando queremos crescer com algo,com qualquer sonho,emprego nao podemos pensar pequeno.se a tiazinha vendese um pouco mais do preco que vende,ja estaria melhor e ajudaria mais a vida dela.se ela faz bem algo tem que ir em frente.quando se abre um negocio temos logo que pensar..estou abrir para crescer ou so para hobby?porque ha pessoas que so gostam de cozinhar ha outras que vem uma oportunidade para melhorarem a vida. se a minha profissao for uma ilustradora,eu nao posso ter pena de cobrar o meu valor so porque todo o mundo pode pegar num lapis e desenhar.eu tenho que me respeitar.o material para desenho e caro! o mundo esta exigente e caro ,muito caro.para viajarem,estudarem em bons colegios,univercidades ter uma vida mais comoda tem se que pagar..a sorte e que os ingleses se gostam eles pagam porque vao pela a qualidade dos produtos. porque conhecem os precos.quando cozinhamos e comemos algo de boa qualidade,sente se a diferenca. .sempre comi brigadeiro na minha infancia.o meu pai e brasileiro e a minha mae portuguesa.o meu marido e brasileiro.ja estamos no terceiro negocio.temos que crescer com as oportunidades.esprementem fazer um brigadeiro com um bom chocolate de barra..nao e precisso por creme de leite.porque o chocolate faz o trabalho todo!como dizem os ingleses"chocolate sin"chocolate do pecado.

    ResponderExcluir
  70. o primeiro computador nasceu em 1830.era uma coisa enorme,mas enorme mesmo.foi melhorando ate chegar aos dias de hoje.hoje ate temos portatel.as pessoas foram mudando ate chegar aos dias de hoje.hoje ha computadores para todos os gostos e "bolsos"as pessoas nao deixam de comprare ou melhoralo.o mundo cresce e temos que inovar.sempre juntar a tradicao com a inovacao.eu vivo em londres!eu e o meu marido temos lojinha de brigadeiros a 7 anos.ela continua ainda a ser o grande sucesso.temos o melhor chocolate,melhores manteigas e do bom leite condencado.nao posso vender a £1 por caixa,porque quando compro os produtos nao me vendem barato.so usamos chocolate belga ,suico,alemao,frances etc.chocolates esses que vem da america do sul e africa.claro que se fize se com produtos normais o preco seria outro.quando queremos crescer com algo,com qualquer sonho,emprego nao podemos pensar pequeno.se a tiazinha vendese um pouco mais do preco que vende,ja estaria melhor e ajudaria mais a vida dela.se ela faz bem algo tem que ir em frente.quando se abre um negocio temos logo que pensar..estou abrir para crescer ou so para hobby?porque ha pessoas que so gostam de cozinhar ha outras que vem uma oportunidade para melhorarem a vida. se a minha profissao for uma ilustradora,eu nao posso ter pena de cobrar o meu valor so porque todo o mundo pode pegar num lapis e desenhar.eu tenho que me respeitar.o material para desenho e caro! o mundo esta exigente e caro ,muito caro.para viajarem,estudarem em bons colegios,univercidades ter uma vida mais comoda tem se que pagar..a sorte e que os ingleses se gostam eles pagam porque vao pela a qualidade dos produtos. porque conhecem os precos.quando cozinhamos e comemos algo de boa qualidade,sente se a diferenca. .sempre comi brigadeiro na minha infancia.o meu pai e brasileiro e a minha mae portuguesa.o meu marido e brasileiro.ja estamos no terceiro negocio.temos que crescer com as oportunidades.esprementem fazer um brigadeiro com um bom chocolate de barra..nao e precisso por creme de leite.porque o chocolate faz o trabalho todo!como dizem os ingleses"chocolate sin"chocolate do pecado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida. Não tem como comparar uma pessoa que faz brigadeiros do outro lado do Oceano, com a tiazinha da universidade. São realidades diferentes, e, essa questão de "vida melhor", "vida pior", é MUITO relativo. Vida cara, vida barata, isso é que você coloca como prioridade na sua vida. Eu não tenho essa escala de valores, respeito as pessoas independentemente da realidade cultural e social e não vivo para crescer financeiramente, para ficar rica. Já pensei assim um dia, até que cheguei ao ponto de descobrir que o que vale é fazer o que eu ama, seguir o gift que DEUS dá todos os dias. Infelizmente não cresci num ambiente onde o dom é valorizado, mas DEUS mudou a minha vida. Quem sou eu para dizer o que você deve ou não fazer na sua empresa, mas posso te falar que quando o dinheiro está acima do amor, não dá certo. Cobre quanto quiser, mas entenda que existe um limite, um senso de justiça dentro do público que você quer trabalhar.

      Aproveite as suas oportunidades sem esquecer o motivo pelo qual vive.

      Um beijo e obrigada pelas dicas!

      :*

      Excluir
  71. ADOREI SEU POST. SUPER SINCERO E COM ÓTIMAS DICAS. OBRIGADA POR COMPARTILHAR!

    KARIN

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Karin!

      Comente sempre que quiser.

      Beijo!

      Excluir
  72. Nem sei como vim parar aqui, mas adorei a discussão. Li todos os comentários. Emcontrei otimas dicas!
    Parabéns pelo texto e obrigada por compartilhar seus "segredinhos culinarios". Valeu!!

    Abracos, Juliana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ju! Tenho mais segredos para compartilhar, certamente.

      Um beijo!

      Excluir
  73. que legal toda essa "discução" , li todas, e muitas pessoas aqui pensam como eu :BRIGADEIRO É BRIDADEIRO, um doce genuinamente brasileiro, imaginem agora se comessarem a fazer beijinho gourmet, vi na internet um "brigadeiro" feito de abóbora com coco rsrsrsr, não seria mais facil dar nomes aos novos docinhos que estão surgindo do que classificar tudo como "brigadeiro"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendo qual é a dificuldade para entender que brigadeiro é doce simples, popular, leite condensado + chocolate. Qualquer coisa além disso é puro marketing. Olho de sogra é olho de sogra. Brigadeiro é brigadeiro. Mudam a receita e querem o mesmo nome!

      Excluir
  74. Olá Luana! Você sabe me dizer onde a Maria Brigadeiro compra aquelas panelinhas e os potinhos de vidro? Muito obrigado! Um abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem no MERCADO LIVRE e na Casa das Essências em SP, região da 25. Beijos

      Excluir
  75. ADOREIII O POST!!! CONCORDO PLENAMENTE COM O TEXTO EM TODOS OS ASPECTOS!!! PARABÉNS A AUTORA!

    ResponderExcluir
  76. Goste Muito de seu Post, porém estou tentando encontrar as forminhas impermeáveis, mas não encontro no ES. Alguém pode ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, procure aqui: http://www.dolcefesta.com.br/t/forminhas-para-doces/forminhas-docinhos/

      Beijos e obrigada!

      :*

      Excluir
  77. Na Aidan Festas na Buenos Aires no Centro do RJ vende forminhas impermeáveis (http://www.aidanfesta.com.br/lojas.asp).

    ResponderExcluir
  78. Olá, digam me por favor qual é o preço justo por um brigadeiro gourmet! Att

    ResponderExcluir
  79. Olá,como vai?
    Recebi um pacote desse chocolate belga Callebout finest,e sinceramente,sei que é caríssimo,mas em que poderei usá-lo?
    Estou perdida sem saber o que fazer!
    Me ajude,por favor!
    Vi que pode ser usado para brigadeiros,mas é só?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, se for granulado, use para confeitar. Se for em barra ou pastilha, você pode fazer trufas de chocolate, recheios de bolo, chocolate quente... tanta coisa! :*

      Excluir
  80. Post incrivel...eu muitas vezes me senti contrariada por 1 só fato..meu brigadeiro é feito com leite condensado caseiro..sabe aquela historia de ferver leite e açucar pois é,utilizo os choco tb callebaut...e ai todos chamam os brigadeiros feitos com leite "industrializado" de gourmet.Sei que o valor cobrado é pelo status e investimento em embalagens e claro publicidade,mkt e bla bla bla..mas que fico chateada fico sim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uiara, gourmet é um termo que foi prostituído no Brasil por esses brigadeiros metidos! Para ser gourmet MESMO, só se o cara plantar até o capim para a vaca comer no quintal... ordenhar a vaca e fazer seu leite moça com um açúcar orgânico de primeiríssima qualidade. Conhece alguém que faça isso e depois venda o brigadeiro? Impossível, né? Brigadeiro gourmet é piada e trouxa é quem acredita nisso! Um beijo!

      Excluir
  81. a sim apenas uma dica do ponto do brigadeiro...vi que existe alguma dificuldade para algo simples..porém que ninguém repassa...veja a cristalização apenas vai ocorrer se vc passar o ponto de tirar o brigadeiro do fogo...sim eu juro meu brigadeiro nunca cristalizou...já deixei um na bancada 2 dias coberto e sem cobrir só pra testar e fica perfeito...bom vamos lá a receita tu usa o que achar melhor...eu só uso choco em barra ,leite condensado e as vezes 1 colher de algum bom cacau em pó junto isto depende do grau de amargor ou a doçura que precise no dia..o segredo...colocou na panela mexeu quando PARAR de cair liquido da colher e começar CAIR EM PEDAÇO tipo ploft rsrsrsrs ta pronto esqueça ele na bancada por 12 horas ..pronto ele vai terminar de dar o ponto sozinho...cozido demais ele une os açucares e automaticamente ocorre a cristalização..assim desta maneira nunca mais isto vai ocorrer..
    E gema..não coloque gema no brigadeiro ao menos eu não gosto..espero ter ajudado bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiz o seu ponto e deu SUPER certo, mas eu tiro um pouco antes do "ploft", quando caem em 3 partes, 3 caídas de brigadeiro na panela, rsrsrsrs. beijos!!!!

      Excluir
    2. hahahaha esta é a hora ploft certinha kkkkkkk 2 ,3 caidas que bom fico feliz amo este blog e sempre que tenho um tempinho to aqui!

      Excluir
    3. Acertei, hahahaha. Super obrigada pela dicona! Obrigada pelas visitas, Uiara! Um super ano novo lindo para nós! ♥ ♥ ♥

      Excluir
    4. Tenho medo de dar formiga na bancada. Posso guardar na geladeira pra enrolar no dia seguinte? Fica bom pra festas?

      Excluir
  82. Você saberia me dizer mais ou menos qual o custo do brigadeiro da Maria Brigadeiro que ela vende por R$ 3,00?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O custo dela é altíssimo porque existe investimento pesado em branding, para todo mundo acreditar o que o brigadeiro dela é melhor que o da doceira pobre.

      Excluir
  83. ta certinho esta é a hora certa 2,3 caidas equivalem ao meu ploft heheheheh amo o blog uma beijoca <3

    ResponderExcluir
  84. Olha só vcs ficam metendo pau nesse assunto mas eu estou achando um pouco egoista pois não se esqueçam que existem pessoas que ganham um dinheirinho com venda de brigadeiro certo para complementar a renda,essa conversa de faça vc mesmo não se aplica sendo assim não comprem roupas de marca em lojas caras compre o tecido aprenda a costurar e faça vc mesmo as suas roupas, achou caro os tecidos? cheio de frescura ? então faça o seu tecido e pronto tão simples não é? me poupe viu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou egoísta porque acho que um brigadeiro não deve custar R$5, R$10, R$12 a unidade? Não tem problema nenhum a pessoa vender o que quiser, moramos num país (ainda) livre. O que eu estou falando aqui é sobre o VALOR das coisas. Um brigadeiro que custa o preço de 3 latas de leite condensado, na minha opinião, não vale o que custa. Se existem é porque tem gente que compra e não se importa, não é verdade? Não faço parte desse time. Um beijo!

      Excluir