9.6.16

10 passos para fazer uma festa inesquecível para a sua cachorra "princesa"

Eu queria sair do tema princesa, mas está difícil, gente! A dura realidade não dá descanso. O último post é um choque de realidade porque mostra que as Princesas do Brasil (as de verdade, ok?) têm festas bem mais simples que muitas crianças plebeias dessa nação. Eu errei. Errei feio! Na verdade, a grande maioria da população do Brasil, incluindo as princesas de sangue azul, tem festa mais modesta que a realizada em Salvador para uma cadela. Você leu certinho. CA-DE-LA. Au, au.

Será que você consegue entender essa comemoração inacreditável? As cenas são fortes. Chocantes.

Vamos aprender como é que faz uma festa para uma cachorra? Aviso: contém ironia.

1. Você precisa acreditar que ela é gente
Se você não crê que a sua cachorra é realmente uma pessoa, fica difícil prosseguir para os passos seguintes. É necessário esquecer que um pacote de biscrok é suficiente para satisfazer sua cadelinha. Você tem que acreditar que ela saiu de dentro de você. Chame-a de filha e repita o mantra que diz que ela é melhor que muita gente, portanto merece a maior festa que o seu dinheiro pode pagar. Use verbos e sentimentos próprios para humanos: ela pensa, ela se emociona, ela curte, ela vibra...

2. Contrate uma decoradora especializada em aniversários infantis faraônicos
Você sabe muito bem que crianças pre-ci-sam de festa faraônica, e, como sua filhinha é gente, o natural é contratar a decoradora mais cara da cidade, daquelas que conseguem colocar 3.250 itens feitos com cola quente numa mesa de 4 metros. Não fica parecendo uma mesa com alimentos, mas isso todo mundo já tem em casa, não é mesmo? Seus convidados não querem uma mesa com um monte de comida fumegante, parecendo self-service. Sirva apenas doces feitos com bastante antecedência e finger food frio. Não economize na escolha da decoradora porque a sua cadelinha vai sentir que você é mesquinha! E cadelas espertas se vingam, heim? Ela não vai mais subir na sua cama e lhe acordar com uma lambida dentro do nariz.


3. Escolha o tema de princesa para uma princesa
Jamais faça uma festa com temas próprios para cachorros! Você não pode homenagear o Mc Donald's de cachorros (Pedigree) numa festa rica. Cachorro rico come Royal Canin e royal é o que? Realeza, meu bem! Olha como esses marqueteiros de cachorro entendem da coisa. Sugiro que você procure homenagear um filme da Disney porque nenhuma criança consegue ser feliz sem ter festa falsificada da Disney. Mande fazer uma lona com uma cena cinzenta do filme e não se preocupe porque a Disney fica sempre feliz com o propaganda gratuita! Ela não irá lhe cobrar direitos autorais porque seu evento será um lançamento de tendência na terra brasilis: festa pra cachorro é um filão mal explorado e muitos produtos poderão ser lançados por conta disso, incluindo ração com formato de Mickey e comedouros com estampa da Frozen. Vera Loyola fez festa do balacobaco para sua catiorra pequinês nos anos 90, mas ninguém se lembra disso. Aproveite a oportunidade porque nem todo mundo nasceu numa nação sem memória!



4. Elabore um convite espetaculoso
Sua lista tem que priorizar as amigas que têm filhos de 4 patas. Faça um convite com linguajar da realeza e acople uma linda coroa chinesa comprada na 25 de Março. Essa pequena coroinha plástica será usada preferencialmente pelos peludinhos, no entanto, caso a convidada ainda não tenha comprado um filho no canil famoso que você é madrinha, avise por telefone que a futura mamãe está autorizada a usar a preciosa coroa.

5. Não confie na sua decoradora
Decoradora nenhuma merece confiança. Elas estão na mesma categoria do gesseiro, do encanador, do calheiro, do pedreiro meia colher, do garçom e da estilista de cortinas! Você se lembra do dia que pediu para o encanador instalar um cano de água quente de cobre para a torneira da garagem e ele teve a pachorra de colocar um de plástico que acabou derretendo com a água quente? O peão recalcado não se conformou com a necessidade de lavar as patinhas da sua filha com água pelando em pleno calor de Salvador e resolveu se vingar! A decoradora do megaevento precisa exigir dos fornecedores o mesmo padrão de qualidade das festas que ela faz para crianças humanas. Eu aconselho que você vare noites no Instagram e procure tudo de mais caro e perfeito que essa nação tem para oferecer! Que tal encomendar biscoitos de Minas Gerais e transportá-los até Salvador? Os quitutes baianos certamente não são tão bons!


6. 22 é o número da sorte das princesas caninas
Foque nesse número. Filmes sem Lei Rouanet utilizam um número menor de fornecedores, mas quem se importa? O número da sorte precisa ser respeitado e a festa tem-que-ter essa quantidade de criativos para montar o espetáculo. Aumente o recalque dos cineastas, por favor.



7. Crie normas de conduta
Festa chique não combina com conversas insuportáveis. Dilma e Temer são palavras irritantes que precisam ser evitadas a todo custo durante o aniversário. Lembre-se: a festa da cadela é a pedra fundamental do fim da República! No dia seguinte, a monarquia estará ainda mais perto de governar novamente o país. Dom Bertrand - o seu rei - afirmou que "temos o rei do futebol, as rainhas da bateria... O povo daqui gosta de glamour e de exuberância". Você colabora com o rei ao afirmar que cachorras são princesas e por escolher comemorar o dia da sua com toda pompa! Ninguém espera que uma festa seja feita em homenagem a uma primeira-dama, não é mesmo?


8. Leve sua princesa para se arrumar num salão de beleza
Pet shop é coisa de cachorro pobre. Tenho certeza que um bom dinheiro pode proporcionar excelentes maquiadores e cabeleireiros de humanos para a sua amada princesa porque ela é melhor que muita gente!

9. Imprima os recibos de bondade
Vai por mim: o mundo não entende com tanta facilidade que um cachorro pode ser transformado em gente. Aparecerão críticos de todo tipo, afirmando que você poderia ter usado esses milhares de reais em causas nobres como abrigos de cachorro, crianças somalianas, etc... Esfregue seus recibos na cara dessas pessoas e prove que você ajuda muitos necessitados. Cale a boca dos invejosos com a sua bondade.


10. Curta muito esse dia glorioso
Depois de tantas reuniões, pesquisas no Pinterest, planilhas, transferências bancárias e cheques assinados; o dia finalmente chegou! Você não fez conta e certamente arrasará. Lembre-se de guardar uns bem-latidos para comer no dia seguinte porque certamente a embalagem italiana da iguaria estará no mesmo nível do sabor. Por favor, não esqueça de pedir para o fotógrafo registrar cada um dos cacarecos bordados que estão na mesa, afinal, tudo foi escolhido com muito amor e carinho e a rede social precisa aplaudir essa obra cinematográfica. Nina é princesa. Lidem com isso!








Mais fotos aqui.

17 comentários:

  1. Eu lembro bem do escândalo que foi aquela festa da Vera Loyola nos idos anos 90! E os absurdos não param de me espantar desde então!

    Começo dizendo que esse seu texto é especialmente ácido e sarcástico (adoro isso). Adoro bichinhos e quando os tive foram super bem tratados, porém sem cruzar o limite do que é de gente e o que é de bicho. Dava comidinha legal, brincava, passeava. Mas nunca tive um cachorro que comesse comida de gente, ou que entrasse em casa, subisse no sofá ou na minha cama.

    Quando foi que as pessoas começaram a achar que a relação com o bichinho tem que ser esse absurdo? Que festas de aniversário caninas são necessárias? Acho que ninguém entende o motivo disso, nem a família nem os amigos dos donos, a não ser que sejam tão pirados quanto eles. Aliás, nem a tal Nina entendeu nada. A cadelinha com certeza teria curtido bem mais um belo passeio no parque.

    E, se eles tivessem o mínimo de cérebro, saberiam que esse monte de tranqueiras da festa são um perigo para a "aniversariante" e seus amigos caninos, que podem acabar engolindo parte da decoração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Debora, que bom que gostou do texto. Eu tenho cachorro e o trato da mesma forma que você tratava os seus. São queridos, mas não são humanos!

      Não é possível encontrar a menor coerência em tudo isso. A festa não é adequada para crianças, muito menos para um pet.

      Muito, muito triste ver que um evento desse tamanho para um cachorro. Se fosse para criança, já seria ruim. Cachorro então... Surreal demais para mim. Falta noção da vida, sobra futilidade.

      Um beijo!

      Excluir
  2. C-H-O-Q-U-E-I! Sem palavras...
    Não entendo nem gaveta cheia de roupa pra cachorro, que dirá uma festa assim? Além da minha compreensão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiquei petrificada, foi bem difícil escrever. Quando a gente pensa que já viu de tudo, a humanidade prova que ainda tem muita coisa ruim para ser realizada. Que miséria humana.

      Excluir
  3. Posso chorar? 😭
    Não tô conseguindo ler tudo. Preciso parar para respirar e assimilar isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquei assim também, Tati! É de chorar. Absurdamente desolador. :(

      Excluir
  4. Eu sempre amei animais e no geral sempre lidei melhor com eles do que com humanos, aqui em casa sempre tiveram liberdade de até mesmo dormiremos comigo, mas essa festa ultrapassa todo limite de bom senso e de ética, realmente abjeto e egoísta.Ja tinha achado nojento qdo vi rolando no Facebook, mas nao sabia desses detalhes, é muito pior, além disso a cadela deve ter odiado, cachorro só quer teto, comida é carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, realmente ultrapassa o limite. Eu coloquei mais uma imagem no fim do post. É ainda pior.

      Obrigada por comentar! :*

      Excluir
  5. Luana querida desculpa: eu ri.
    Não é possível a existência dessas pessoas! É surreal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É aquela risada desesperada. Eu sei. Eu conheço.

      Excluir
  6. (agora um pouco mais refeita do susto)
    descobri que agora existe BRANDING pra festas. Casamento e festa de criança.
    você contrata uma criatura que irá "criar o conceito" da festa, ou seja: " É muito mais do que criar uma identidade visual, é trabalhar todo um conceito e alinhar todos os detalhes da festa em torno do significado"

    (no meu mundo isso significa juntar a maior quantidade possível de cacarecos carimbados com a mesma estampa mas talvez eu seja meio implicante)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, sendo bem sincera, não é implicância sua, não. Por que os convites tradicionais de casamento têm alinhamento centralizado? Para parecerem tradicionais e de CA-SA-MEN-TO. Os casamentos estão cada dia mais parecidos com eventos corporativos! Você olha a papelaria e ela parece qualquer coisa, menos convite para uma festa chique. Se o branding for feito para retirar os excessos e voltar ao fundamento da coisa, não critico. Mas estou contigo, viu? Deve ser para parecer tudo combinadinho e BEM comercial! Aposto nisso.

      Excluir
  7. Lu, ainda sem muitas palavras com relação à festa...mas surgiu uma dúvida: a comida da festa é para humanos? ou são alimentos só para cachorros? Ou para ambos? Porque se for para ambos, faz muito mal para o cachorro, fora o que já comentaram de que tule em bem casado/latido engasga...ainda estou presa nessa questão da comida, porque toda a decoração eu quero crer que seja para os donos...ainda não consigo lidar com o restante...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anza! :)
      Essas coisas todas são para as "mães" dos cachorros. A comida própria para caninos estava separada. Não consegui foto.

      Eu levei 48 horas para absorver a loucura toda. Surreal demais até para mim!

      Um beijo!

      Excluir
  8. nem consigo descrever o quanto isso me soa problemático. mas ao mesmo tempo, fico feliz em saber que ainda existe uma parcela de pessoas (como você e as outras leitoras) que também vê nisso o cúmulo do absurdo e do exagero, e isso me faz ter um pingo de esperança de que as coisas podem, um dia, melhorar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se as coisas podem melhorar, mas batalho para que elas não piorem! Eu sei que é possível inventar um troço ainda pior, infelizmente.

      Animal não é mais importante que gente, mas muitas pessoas não conseguem mais enxergar isso e entram nesse endeusamento triste.

      Fico super feliz com as leitoras que tenho, incluindo você.

      Um beijo e boa semana!

      Excluir
  9. E quando você vê o tema de Bonequinha de luxo para uma crinça de 2 anos? Luxo e riqueza parecem ser mais importantes hoje que o lado lúdico, o colorido, as brincadeiras.Veja em: http://blogs.diariodonordeste.com.br/diarinho/e-festa/inspiracao-e-requinte-nas-festas-infantis/

    ResponderExcluir