26.9.10

a festa de casamento que custou 20 milhões de reais

Já que festa para ostentar é a cafonice e a falta de consciência de consumo da década, vamos escrever sobre o casamento mais caro que eu tenho conhecimento, realizado no dia 18 de setembro de 2010, em Brasília (tinha que ser).
.
Bem, existe uma decoradora, para quem eu já tirei o chapéu, chamada Denise de Magalhães, da empresa Verde que te quero Verde (Belo Horizonte). Ela sabe fazer um cenário grandioso, luxuoso. Eita mulher criativa! Gosto de ver seu trabalho porque é ousado, caro e diferente.
.
A fronteira entre o luxo chique e o de péssimo gosto é muito instável... Denise exagera: cria as festas mais bregas da face da Terra.
.
E no quesito "sou rica e com ações sem noção", a ex-noiva Tamara Gontijo recebe o troféu do Limo Bag. Analisando separadamente os objetos caros comprados para o casamento da menina brasiliense, tem muita coisa de cair o queixo. Veja só o que é essa coroa de diamantes, do Século XVIII, que já foi de propriedade da família imperial do Brasil. É uma linda peça para museu, com compra intermediada por uma chique joalheria brasileira, a mesma que fez empréstimos de jóias milionárias para várias convidadas do casamento cadango. Comercialmente justificável, nenão?
.
Só pra emendar, a coroa não está contabilizada no título do post. Veja o que diz o Google: a coroa custou para o pai da noiva, o empresário da construção civil José Celso Gontijo, algo em torno de 10 milhões de dólares.
.
Eu que já trabalhei com produções de muitos casamentos, fiquei horrorizada com o valor do cerimonial: cento e trinta mil reais. Rá.
.
Pesquisando no Google amigo, descobri que o pai dela não vale nada e que a festa custou mais de 20 milhões de reais. O ex-governador do Distrito Federal, Arruda Bandido, que é provavelmente o principal financiador do evento, não compareceu. O bafafá seria ainda maior, né?
.
Tem que ser muito idiota para acreditar que essa festa custou 600 reais por cabeça, 1 milhão de reais divididos por 1.600 convidados, como vários blogues dilvulgam. Eu quase acreditei nisso, até ver que o orçamento para as bodas não tinha limite. Veja a frase da mãe da noiva, numa tentativa desesperada de disfarçar a insanidade orçamentária:
.
"Ainda não paramos para somar."
.
Eu parei: quanto é que custa para levantar uma pseudo-réplica do Castelo de Versalhes em plena seca-faroeste-caboclo?
.
O casamento dessa menina é a perfeita alucinação de Denise, a decoradora. Não vejo personalização em nada, infelizmente. Imagine só você no lugar dela, sabendo que não há limites para a gastança. Encomendar as taças de cristal, na fábrica, com cor e design exclusivos para o evento, não é personalização, mas sim ostentação pura.
.
E quem se sentiu contaminado por todo o status do evento? Faz o quê para esquecer tudo aquilo? Rico de verdade, que herdou milhões ou que ganhou esses através do trabalho, não realiza casamento assim. É feio.
.
A grande diferença desse casamento para todos os outros grandiosos, financeiramente falando, já realizados nesse continente, está no fato que as blogueiras da moda divulgaram todos os detalhes do evento. A cafajestada está exposta e os financiadores não estão na cadeia.
.
Tenho muita vergonha de ser brasiliense. Muita.
.
Leia isso aqui. Assista esse vídeo aqui.
.
(Não, não dá para falar em amor num post desses.)
.
(Valor estimado do evento: 37 milhões de reais para 3 dias de festa!)Casamento de Tamara Gontijo e José Rudge. Família Trussardi.

17 comentários:

  1. vc é minha idola.
    ridiculo esse casamento,mais cafona impossivel.mas quem nasce cafona morre cafona hahaha e todo mundo dfalando a mesma coisa" que casamento para ostentar' inclusive os 'amigos' dos noivos.

    ResponderExcluir
  2. eh isso ai!
    Vergonha alheia. Como eh que as pessoas podem "pagar pau" para uma monstruosidade sem nocao como essa?
    Como eh que nao percebem a cafonice que eh ostentar?
    ai ai ai

    ResponderExcluir
  3. Luuuuuuuuuuuuu, prêmio merecidíssimo.
    Outra coisa em comum: também sinto vergonha por ser brasiliense!
    Nasci na Maternidade Dom Bosco, morava no Guará II.
    Teve outra festa, mais modesta, que ficou na história de Cuiabá. Uma filha de um ex-governador pediu para fazerem a réplica do Castelo de Versalhes too, e os convidados ganharam de mimo um broche com pérolas. Ah, a pobre da menina ganhou 4 carros dos amigos do papai e saiu na Caras. Imagino quanto dinheiro do povo foi investido nesse rebu.
    Tsc tsc tsc.

    ResponderExcluir
  4. E eu sinto vergonha de ser brasileira diante dessas coisas!!

    ResponderExcluir
  5. Que lindo o comentário da mãe da noiva, que diz que a festa teve "caráter democrático". Tô emocionada...

    ResponderExcluir
  6. Caraca, esse post para a Capa da Veja é pouco. Esse casamento é a coisa mais nojenta que já vi na vida.
    O que são essas mulheres com esses colares ofuscantes bregas??? Uma pessoa com mum pingo de noção não acha nada disso bonito. É o que você disse, ANALISANDO SEPARADAMENTE cada coisa, dá para gostar das peças de museu. Botar em cima da cabeça e se achar a it-girl? Brasil de merda esse nosso

    ResponderExcluir
  7. Primeira anônima:

    Vergonha é pouco. Dá nojo. Obrigada pelo elogio, querida.

    Paula:
    Pesquise no Google para você ver a quantidade de blogues falando bem dessa festa, sem crítica. E o pior é que quando você deixa cum comentário realista no blog, as donas simplesmente apagam. Ninguém quer ler a verdade, não é? Já bebeu, comeu, pagou de bonitona na festa. Agora faz o que? APAGA OS COMENTÁRIOS!!!! A vida não é tão simples assim...

    Não sei como que esses seres não enxergam que tem gente passando fome e que isso não é justificável. Podre.

    Segundo anônimo:
    Posso imaginar que tinha mais gente falando mal do que qualquer outra coisa. Casamento normal, de gente normal, sai um monte falando mal. Imagine uma que dá reais motivos para tal... Qualquer casamento que rola concurso de colar de diamantes, é deplorável.

    Tuuuxa, eu era vizinha dessa corja toda. Olha só, vergonha é pouco, tenho é medo cada vez que coloco os pés naquela cidade. Ser contaminada pelo status é muito fácil! Tem que pedir revestimento do Espírito Santo de Deus...
    Teve um casamento recente aqui em Londrina que rolou vários carros zeros de presente na porta da recepção. Mas foi casamento de libanês, culturalmente explicável, embora não seja justifícável. Quer dizer então que levantaram outras pseudo-réplicas do Château de Versailles nessa nação? VERGONHA.

    Nanda:
    Brasiliense, brasileira, mulher, gente... Dá vergonha de tudo. Mesmo depois do escândalo do mensalão do DEM, eles fizeram esse circo. Como é que pode?

    Priscila:
    Nossa, super democrática! Essa poderia ser a frase da capa da Caras. Mais absurda??? Impossível.

    Terceiro anônimo:
    Ah, tá todo mundo achando isso lindo! Frases como "o casamento da década" são corriqueiras.

    Obrigada a todos pelos comentários! Vergonha Brasil!

    ResponderExcluir
  8. sem comentários né.. o meu casamento custou muito pouco e foi lindo, a gente quis fazer uma festinha para que os amigos compartilhassem conosco uma etapa importante da vida, e fizemos tudo do nosso jeito, a´proveitando q eu nunca quis casar e nunca tive sonhos de querer certas coisas.
    mas sinceramente? não me espanta nada que os blogs tenham comentado. afinal, as donas desses blogs não são todas umas deslumbradas? cara, é inacreditável como em dois, três anos a quantidade de blogs cresceu absurdamente e a qualidade diminuiu absurdamente.. não consigo ler blogs se não for pra rir e ver o quanto todo mundo é ridículo.. e pela primeira vez na vida não vou comprar um sapato da corello só de birra por terem chamado tanta blogueira descerebrada e sem noção pra campanha achando q com isso iam atrair mais consumidoras.. podem ter atraído várias, mas eu q sempre comprei, vou parar de comprar!

    ResponderExcluir
  9. Interessante... É assustador que algumas pessoas não tenham a menor noção da realidade. Essa falta de noção gera o absurdo de se criar um mundo fictício (normalmente cafona), onde os valores são totalmente invertidos, tamanho o 'mergulho' dentro desse cegueira egoísta. Quero dizer que o triste é que essas pessoas NEM percebem o que são, o que fazem e o que geram.... Como o consumismo desenfreado, criado em geral pela falta de sensibilidade gera uma casca em volta da pessoa...

    ResponderExcluir
  10. Se eles querem fazer um casamento estimado em 40 milhoes (o que nao é perto da fortuna deles) é pq eles merecem. Voces todas sao invejosas.. todas morreriam para estar no lugar de Tamara. Se eles fizerem esse casamento, é pq tem dinheiro.. e se eles tem dinheiro é pq RALARAM para conseguir! E ai estao voces... comentando em um bloguezinho de merda.. vao trabalhar e ver se conseguem dar um casamento que chegue perto de um terco do que esse foi. (e para constar... aquelas que falam "tem gente passando fome por ai".. a familia gontijo ja constituiram atos e mais atos de bondade.. entre eles casas claro) e outra observacao: cada um colhe o que planta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura sobre o pai dela, assim você entenderá como foi pago o casamento. Assim é fácil...

      Excluir
    2. Inveja não é a palavra certa e sim,nojo. Eles ralaram roubando os outros (O pai dela fez parte do mensalão do DEM, assim que o casamento foi pago). Você defensora dos "pobres e oprimidos" está fazendo o que, por aqui.... não disse que esse blog é de merda,então, não perca o seu preciso tempo, ou melhor, o que você está fazendo aqui? Provavelmente seja amiga da Tamara....por que ela não veio se defender? Mandou a subordinada hahahaha

      Excluir
  11. Gabriela,

    Que comentário elegante! Como vão seus rins???

    Como alguém pode ter inveja de uma monstruosidade assim? Não consigo entender!

    O que mais me espanta é alguém pensar como você pensa. Como disse bem o comentário do blogueiro, a casca está grossa, não é?

    ResponderExcluir
  12. Quem tem que sentir vergonha por alguma coisa é a noivinha e toda a sua família, porque todo mundo sabe que o dinheiro desse rico casamento é podre e quando todo mundo sabe que aquilo foi feito pra ostentar de todas as maneiras, perde toda a magia de um momento tão especial.

    Eu sou de Brasília e AMO a minha cidade, então digo que não tenho vergonha nenhuma por ser Brasiliense.
    Cada um com a sua consciência limpa, sentir vergonha por uma coisa que não fez/faz é tenso.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Luisa, obrigada pelo comentário...

    Infelizmente um evento assim leva o nome da cidade para lama. Não só a cidade, mas todo um país. Eu tenho vergonha! MUITA!

    Uma atrocidade desse nivel (ou a falta de) não pode ser isolada numa bolha para que apenas os executores sejam responsabilizados. Quando a gente se cala, quando fica quieta, quando não toma providência, acaba agindo com omissão e torna-se automaticamente responsável por toda a imundicie.

    Não vivemos isolados. Somos uma nação! E como tal, não queremos atitudes assim ao nosso redor!

    Ou você não tem vergonha de ser brasileira quando vê uma criança a morrer de fome no semi-árido brasileiro?

    :/

    Beijo e volte sempre!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, que horror!!! Que ostentação nojenta e brega....e o pior de tudo são as pessoas (normalmente menininhas fúteis que não têm o q fazer da vida) que defendem e "babam" por blogs que comentam e valorizam eventos como este. O próprio blog da supra-futil do país, a tal Maria Imaculada (vulgarmente conhecida como Lala Rudge)- que, por sinal, é irmã do noivo do casamento citado neste post - é super visitado e comentado. Depois de ouvir falar tanto, entrei para ver do que se tratava. FIQUEI HORRORIZADAAAAAAA!!!! Não com o que ela escreve, mas com as centenas de comentários das leitoras, com elogios sem fim. Ela é idolatrada....e agora fica a paregunta: PQ?
    VERGONHAAAAAAAAAAAAAA DO BRASIL E DE GRANDE PARTE DOS BRASILEIROS =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Idolatrada simplesmente pelo fato de ter e ostentar isso! Se o deus da minha vida fosse o dinheiro, eu idolatraria os extremamente ricos, e, no mínimo, iria querer ser rica igualmente para frequentar a mesma rodinha oca.

      Um beijo!

      Excluir